quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Mês dos Virginianos

"Precisamos ter certeza de que nada é impossível, e olhar as montanhas como morrinhos.
Esta semana entramos no mês de Virgem, segundo o calendário kabbalístico. Este mês está relacionado com julgamento e, infelizmente, muitas pessoas julgam demais a si mesmas.
Muitas vezes, um ego grande é, na verdade, um disfarce para a falta de autoconfiança. Construímos uma carapaça de ego para que os outros achem que somos maravilhosos. Mas, à noite, na hora de dormir, não temos como escapar do que realmente somos. O maior problema da humanidade não é o valor do dólar ou do iene: é o valor que damos a nós mesmos.
Se não nos acharmos especiais, se formos duros demais conosco, como conseguiremos realizar nossa missão? Se não nos dermos conta de que somos capazes, como faremos diferença no mundo?
Sem saber nosso verdadeiro valor, nossa vida será cheia de caos. Por quê? Porque estamos criando uma profecia auto-realizável.
É quase uma praga, uma praga de falta de fé - falta de fé em si mesmo e no que podemos realizar, seja espiritual ou fisicamente. O medo do sucesso e o medo do fracasso são basicamente o mesmo.
Muitas pessoas no caminho espiritual veem sua montanha de lixo - imperfeições, bloqueios e desafios - e quando não enxergam o topo da montanha, dizem que não tem jeito. Todos nós temos lixo. Não estaríamos neste planeta se não houvesse algo para limpar. A única maneira de subir a montanha é ter certeza de que ela pode ser escalada, mesmo nas horas em que não estamos 100% seguros de que sempre temos o que precisamos.
Se entrarmos na quadra de basquete e não acharmos que podemos vencer o outro time, não venceremos. Precisamos ter certeza de que podemos derrotar o Oponente, senão o caos reinará por várias gerações.
As gerações de Isaac Luria e outros grandes kabbalistas chegaram muito perto de alcançar o topo. Não estamos aqui para morrer na praia. Estamos aqui para alcançar uma massa crítica de Luz e vencer qualquer escuridão.
Podemos ultrapassar nossa montanha de ego, não só no sentido espiritual, mas também no sentido físico - em tudo o que fazemos. Mas não conseguiremos isso acampando no sopé da montanha, escondidos na sombra, sem perceber que nos foi dado tudo o que precisamos para fazer a caminhada.
Este mês, precisamos ter certeza de que nada é impossível. E, esta semana, desafio você a olhar a montanha como um morrinho. Saiba que antes de vir para este mundo, escolhemos nosso lixo, não para sermos prisioneiros dele, mas para limpá-lo. Porque SOMOS CAPAZES."

Fonte: http://portuguese.kabbalah.com/

Um comentário:

CarolBorne disse...

Sábias palavras. ;)