segunda-feira, 9 de abril de 2012

Certezas




Você já parou para pensar em suas certezas?
Quantas coisas nesta vida você já deu por certas mas que o tempo jogou terra em cima? Você quer que seja certo... mas vem aquele Senhor Chronos e diz que as coisas não são bem assim... No fundo você continua acreditando... mas a certeza adormece com o passar dos minutos.
Não há verdades absolutas nem certezas reais!
O pragmatismo faz com que você crie ilusões e faça tachações quanto ao certo e errado, conceitos estes que se quebram facilmente assim como as certezas e as verdades absolutas.
De quantas certezas eu era feita??? Milhares... Hoje, não existe sequer uma! Questione seus próprios pontos de vista, questione suas verdades, suas crenças... e veja se você vive de acordo com elas. Veja se você é de fato aquilo que acredita ser. Abra sua mente para novos conceitos, para novas teorias. Interrogue-se! Ponha em xeque seus conhecimentos até hoje e veja se é nisto mesmo que você crê! Você poderá se surpreender ao perceber que nem tudo é como você pensava... você poderá ter grandes surpresas  ao ir em busca de suas próprias respostas ao invés de se contentar com conceitos prontos. Você pode acreditar em palavras ou apenas em intenções... você pode acreditar em indícios, assim como você pode crer apenas nas atitudes... Mas ainda assim, suas certezas serão frágeis como folha no vento. Voam, e pode ser... um dia... elas voltem para dizer ao tempo que para quebrar uma crença, só mesmo ressignificando todas suas verdades.

Um comentário:

Ingrid Amaral Corrêa - Eterna Aprendiz! disse...

Acredito que todos nossos conceitos ao serem formados, são pré-formados, seguimos algo, e algumas vezes, claro, deixamos alguns em troca de outros. Aí está a importância de olhar para trás. Revirar páginas e capítulos de nossas vidas! Não para nos culparmos, para reciclarmos...