sábado, 15 de janeiro de 2011

Homenagem

"Na vida, as coisas nem sempre são o que parecem ser, e se olharmos de diferentes ângulos, poderemos enxergar algo novo. Nós podemos também tomar pedaços e partes de várias coisas e juntá-las para construir algo original. Se pensarmos na vida como um caleidoscópio, poderemos ver a possibilidade das mudanças ao nosso redor.

Na próxima vez em que você estiver emperrado em alguma coisa e não conseguir ver a solução, ou sentir falta de criatividade, imagine que você está olhando para um grande caleidoscópio. Comece a girar as idéias, olhando para o problema de diferentes ângulos. Traga novos conceitos e veja como eles se combinam. Continue girando as imagens mentais até encontrar um padrão de que goste e então trabalhe com ele.

O pensamento caleidoscópico tem a ver com olhar para as coisas de diferentes perspectivas, juntando o velho com o novo, disposto a mudar tudo se a possibilidade se apresenta.

Com o pensamento caleidoscópico, podemos nos desvencilhar de como as coisas deveriam ser, para expandir-nos em novas realidades. Mas é importante que nesse processo você não busque uma imagem pré-definida como resultado. Abandonar o controle é o exercício.

Você pode, em sua vida, assim como girar um caleidoscópio, estar preparado para ver e aceitar qualquer nova imagem que surja, a partir das combinações dos elementos que já estavam lá - como as partículas coloridas dentro do brinquedo. Esse é o princípio do pensamento caleidoscópico. Para exercitá-lo, é necessário que você se desprenda, libere os atuais conceitos cristalizados, as convicções, para encontrar uma nova resposta." - Elen de Oliveira

Ontem eu estava no velório e na cerimônia de cremação da Elen quando um filme começou a passar em minha mente.
Aquelas coisas que a gente nunca pensa (mas que eu já havia pensado em outras ocasiões), tomaram conta de meus pensamentos. Ao ver a reação das pessoas diante do caixão, eu pensava: "Calma, gente...não acabou...parem de nutrir a dor quando, na realidade, a dor da Elen passou..."
Depois que começamos a entender algo sobre a vida após a vida, as coisas ficam mais fáceis.
É...coisa de maluca? Sim, muitos de vocês podem assim julgar, mas tenho em minha cabeça como quero que seja minha despedida corpórea aqui da Terra. Muito cedo para pensar nisso? Não, de forma alguma...para desencarnar basta estarmos encarnados...ou seja, o último suspiro pode vir a qualquer momento. Quero música, quero orações de agradecimento pela minha estada aqui, quero todo mundo de branco, quero ser cremada e que minhas cinzas sejam jogadas lá do alto do Templo Budista em Três Coroas.
Não é nada absurdo pensar nisso. É fato!
Mas também ocorreu-me que se eu desencarnasse ali, naquele momento, muito coisa teria ficado para trás. Eu que sempre tive sede de vida, de viver tudo aqui e agora, de sentir emoções diariamente...não poderia desencarnar hoje. Não, hoje não! Algo ficaria inacabado. Quero muita coisa ainda aqui nesta vida. Quero começar a trabalhar logo no que mais amo. Quero a alegria de engravidar novamente e poder ver meus filhos crescerem. Quero ver os cavalos livres das carroças. Quero ver uma política efetiva de proteção aos animais. Quero ver as famílias não abandonarem os idosos nos asilos. Quero ver o pôr do sol muitas vezes. Quero dançar muito zouk e muita salsa! Quero ler muitos livros, ouvir muita música, quero aprender a tocar algum instrumento. Quero acordar de madrugada, pegar o carro e ir ver o sol nascer na praia. Quero acordar com alguém fazendo cafuné nos meus cabelos. Quero acordar alguém com café na cama muitas vezes. Quero muita coisa...quero todo amor que houver nessa vida, para mim e para você! Estou fazendo minha parte, e você? Vamos viver hoje o que há para viver e agradecer à Deus a cada dia a mais em nossas vidas!

P.S.: Se quiserem ver algo mais sobre o trabalho da Elen, entrem no site: http://www.tripcaleidoscopica.blogspot.com/








Um comentário:

Alex- Admin disse...

Olá! Acho que você ainda lembra de mim. Sou Alex, dono do Blog "Detudoumpouco". Venho lhe informar que o Blog não existe mais. Todos os artigos e comentários postados nele, foram transferidos para o VERWEB.COM.BR, meu novo site. Espero que goste dele!
Até mais e obrigado!